Menu

Supremo Tribunal da Índia orienta governo a verificar perseguição cristã

19 SET 2022
19 de Setembro de 2022
Em meio a aumento de incidentes de perseguição aos cristãos na Índia, líderes apresentam petição de proteção.

Depois que cerca de 200 ataques contra cristãos foram relatados nos primeiros cinco meses de 2022, líderes cristãos indianos recebem a recente diretiva da Suprema Corte a oito estados para verificar as alegações de grupos cristãos que apresentaram uma petição de proteção.

De acordo com The Christian Post, os oito estados incluem Bihar, Haryana, Chhattisgarh, Jharkhand, Odisha, Karnataka, Madhya Pradesh e Uttar Pradesh, de acordo com o jornal hindu The Hindu.

“Estamos satisfeitos com a ordem da Suprema Corte”, disse um dos peticionários, o arcebispo Peter Machado, da Arquidiocese de Bengaluru.

Desta forma, em uma ordem provisória aprovada no início deste mês, os juízes D.Y. Chandrachud e Hima Kohli orientaram os secretários-chefes de oito estados a verificar a lista de ataques mencionados na petição dentro de quatro meses e enviar o relatório ao Ministério do Interior federal.

Sendo assim, o tribunal disse que a verificação era necessária porque o governo federal tinha sustentado que as alegações de perseguição cristã na Índia são baseadas em fatos e relatórios e “egoístas e auto suficientes” com base em mera conjectura.

Nesse mesmo sentido, a ordem assegurou que o tribunal não havia formado qualquer opinião sobre a veracidade das alegações. Os estados devem fornecer informações como relatórios policiais preliminares, status de investigações, prisões feitas e acusações apresentadas

Além disso, a ordem orientou os peticionários a fornecer um detalhamento dos incidentes de violência ao escritório do procurador-geral Tushar Mehta.

O Fórum Cristão Unido relatou pelo menos 486 incidentes violentos de perseguição cristã em 2021, considerando o “ano mais violento” da história do país.


Fonte: Gospel Prime

Voltar
Tenha também o seu site. É grátis!